Viva saudável

A dieta americana padrão é tipicamente exagerada em carne, ovos e laticínios e pobre em frutas, vegetais e grãos integrais. Não é de se admirar que haja uma crescente crise de doenças crônicas, incluindo algumas das que mais matam no mundo e no Brasil também.

Obesidade

A obesidade é uma condição séria, limitadora e que, além de trazer grande risco de vida, aumenta a probabilidade de doenças cardíacas, diabetes tipo 2, derrame e câncer.1 Atualmente, mais de 39% dos americanos com mais de 20 anos são obesos.2

Para o controle do peso corporal, uma dieta baseada em vegetais pode ser mais eficaz do que uma dieta padrão com baixo teor de gordura.3 Estudos demonstraram que os vegetarianos tendem a ser mais magros do que quem come carne, e os veganos tendem a ter o menor índice de massa corporal (IMC) entre todos os estilos de alimentação pesquisados.4

Descubra a impressionante história de emagrecimento de um homem.

Doenças cardíacas

As doenças cardíacas são a principal causa de morte tanto nos Estados Unidos5 quanto no mundo.6 Geralmente elas são causadas pelo acúmulo de depósitos de gordura nas paredes das artérias ao redor do coração (artérias coronárias). Isso estreita os canais arteriais, o que restringe o fluxo de sangue para o coração. O risco de doenças cardíacas aumenta com o hábito de fumar e com o sobrepeso. Além disso, produtos de origem animal também são uma parte significativa do problema.7

Esses produtos contêm altos níveis de gordura saturada, que podem aumentar o colesterol no sangue e o risco de se desenvolver essa condição. Por outro lado, a maioria dos vegetais tem baixo teor de gordura saturada e não contém colesterol. Portanto, uma dieta rica em produtos vegetais – como grãos integrais, feijões, nozes, frutas e legumes – pode ajudar a diminuir o colesterol no sangue e proporcionar uma dieta saudável para o coração.8

Descubra aqui a história de um homem que superou uma grave condição cardíaca!

Câncer

Estima-se que a ingestão insuficiente de frutas e vegetais cause cerca de 14% das mortes por câncer gastrointestinal em todo o mundo.9 Mas não são apenas alimentos vegetais insuficientes que podem causar câncer, a própria carne também é um fator.

Em 2015, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que possui evidência suficiente de estudos epidemiológicos para classificar a carne processada como cancerígena do Grupo 1.10 Essa categoria é usada quando há dados suficientes e convincentes de que o agente causa câncer. Nesse caso, a OMS determinou que comer carne processada causa câncer colorretal e também observou uma associação com câncer de estômago.

Além disso, a carne vermelha foi classificada como Grupo 2A, o que significa que é “provavelmente cancerígena” para humanos. Há uma conexão mais forte entre ingestão de carne vermelha e câncer colorretal, mas também há evidências de vínculos com câncer de pâncreas e de próstata.11

Além da carne, alguns estudos também ligam os laticínios ao câncer de próstata e a um risco aumentado de câncer de pulmão, mama e ovário em pessoas com intolerância à lactose.12

Veja aqui a história de uma mulher que venceu o câncer mudando de dieta!

Diabetes Tipo 2

Mais de 30 milhões de americanos têm diabetes, sendo a maioria do tipo 2.13 Essa é uma condição potencialmente devastadora, que pode levar à perda da visão, amputações de membros e doenças renais. No entanto, na maioria das pessoas, a doença pode ser evitada, gerenciada e até revertida por meio de mudanças simples no estilo de vida.14

“Alimentos à base de plantas, especialmente frutas, legumes, nozes, leguminosas e sementes, ajudam no tratamento de muitas doenças crônicas e estão frequentemente associados a taxas mais baixas de diabetes tipo 2, hipertensão, colesterol, bem como incidência reduzida de câncer15 – Diabetes UK

Em uma análise de 14 estudos disponíveis, pesquisadores descobriram que “vegetarianos têm uma probabilidade 27% menor de ter diabetes do que os onívoros” e que “veganos geralmente têm menores chances de diabetes quando comparados a outros tipos de vegetarianos”. E mesmo quando tinham o mesmo peso corporal que os onívoros, os veganos mostraram menor risco de diabetes.16

Veja aqui a história de um homem que venceu o diabetes!

Boas notícias!

Excelentes notícias, na verdade! Nossa genética não é uma sentença. Uma mudança de alimentação e estilo de vida pode prevenir as principais causas de morte, como doenças cardíacas, derrame, alguns tipos de câncer e diabetes tipo 2. A escolha de alimentos à base de vegetais é uma ótima medida e pode afetar positivamente a saúde da natureza, o cuidado com os animais e a saúde de nossa economia, além da nossa própria saúde.

“…as dietas veganas são saudáveis, nutricionalmente adequadas e podem fornecer benefícios à saúde na prevenção e tratamento de certas doenças. Essas dietas são apropriadas para todas as etapas do ciclo de vida, incluindo gravidez, lactação, primeira infância, infância, adolescência, idade adulta e para atletas”. 17 – Academia Americana de Nutrição e Dietética

1 Koroukian SM, Dong W, Berger NA. Changes in Age Distribution of Obesity-Associated Cancers. JAMA Netw Open. Published online August 14, 20192(8):e199261. doi:10.1001/jamanetworkopen.2019.9261

2 The State of Obesity: Better Policies for a Healthier America

3 Turner-McGrievy GM, Barnard ND, Scialli AR. A two-year randomized weight loss trial comparing a vegan diet to a more moderate low-fat diet. Obesity (Silver Spring). 2007 Sep;15(9):2276-81.

4 Tonstad S, Butler T, Yan R, Fraser GE. Type of Vegetarian Diet, Body Weight, and Prevalence of Type 2 Diabetes. Diabetes Care. 2009;32(5):791-796

5 ‘Mortality in the United States, 2017’, Centers for Disease Control and Prevention

6 ‘The top 10 causes of death’. World Health Organization, J24 May 2018

7 ‘Vegetarian diets and blood pressure among white subjects: results from the Adventist Health Study-2 (AHS-2)’

8 The World Health Organization, ‘Healthy Diets’, 23 Oct 2018

9 ‘Promoting fruit and vegetable consumption around the world’, World Health Organization

10 ‘Q&A on the carcinogenicity of the consumption of red meat and processed meat’, World Health Organization

11 Ibid

12 ‘Health concerns about dairy’, Physicians Committee for Responsible Medicine

13 ‘Type 2 diabetes’, Centers for Disease Control and Prevention

14 ‘Type 2 diabetes can be reversed in just four months, trial shows’, Sarah Knapton, The Telegraph, 15 Mar 2017

15 ‘Vegetarian diets and diabetes’, Diabetes UK

16 Lee Y, Park K. Adherence to a vegetarian diet and diabetes risk: a systematic review and meta-analysis of observational studies. Nutrients 2017, 9(6), 603

17 Melina, V.; Craig, W.; Levin, S. Position of the academy of nutrition and dietetics: Vegetarian diets. J. Acad. Nutr. Diet. 2016, 116, 1970–1980.

Participe e experimente o veganismo em janeiro

Participe