Uma única pessoa pode mesmo fazer diferença tornando-se vegana?

Por Caroline Burgess-Pike

Quantas vezes você já disse para você mesmo que não vale a pena diminuir a quantidade de plástico que usa, pegar o ônibus em vez de ir de carro ou deixar de comer carne porque os outros não mudariam os hábitos deles junto com você?

Embora possa parecer que uma única pessoa não pode fazer diferença neste mundo, se todos nós deixássemos de mudar nossos comportamentos porque não podemos fazer a mudança sozinhos, nunca evoluiríamos. Coletivamente, podemos fazer progressos reais, mas isso começa com os esforços de apenas uma pessoa. Veja os exemplos de Martin Luther King ou Emmeline Pankhurst – todas as grandes mudanças começam com a atitude de um único indivíduo.

Que diferença uma única pessoa pode fazer durante a Quaresma?

Em média, alguém que se torna vegano por apenas um mês pode salvar a vida de 30 animais, portanto, um período de 40 dias equivale a cerca de 40 animais salvos. É um número enorme de vidas poupadas em um período de tempo tão curto. Imagine quantas seriam se você fosse vegano durante um ano, uma década ou mesmo para o resto da vida?

E você não estaria apenas salvando a vida de animais. A pecuária é uma das principais causas das mudanças climáticas e a produção de carne e de laticínios utiliza uma quantidade enorme de terra e de água. Se você experimentasse o veganismo durante um mês, deixaria de emitir 280 kg de dióxido de carbono, de desmatar 913 m² de floresta – que é desmatada para abrir espaço para os animais de consumo e para o seu alimento – e economizaria 126 litros de água.

Na verdade, se tornar vegano é a maior forma de reduzir o seu impacto no planeta, de acordo com pesquisadores da Universidade de Oxford.

Ou seja, embora possa parecer que experimentar o veganismo não vai mudar nada, porque os seus amigos, família, colegas e conhecidos continuam comendo produtos de origem animal, você está fazendo uma enorme diferença no meio ambiente, na vida dos animais e também na sua saúde, ao optar por uma dieta de origem vegetal.

Mas não vai demorar uma eternidade para as coisas mudarem realmente?

Um número desesperador de animais são mortos todos os anos para a produção de alimentos – mais de 70 bilhões terrestres e trilhões de peixes. O veganismo pode não salvar aqueles que atualmente estão nas fazendas industriais e matadouros, mas ao optar por alimentos de origem vegetal, você fará parte de um grupo maior de pessoas que reduz o consumo de carne, laticínios e ovos. Quanto menos produtos de origem animal forem vendidos, menor será o número de encomendas das lojas e, por sua vez, a procura por esses animais diminuirá.

O Brasil está entre os 10 países com o maior número de vegetarianos do mundo. Hoje, 14% da população brasileira se identifica com o vegetarianismo, o que corresponde a 30 milhões de pessoas. É o equivalente a três vezes o número de habitantes de Portugal ou a metade da Itália. A previsão é que o mercado vegetariano cresça 40% ao ano, sendo que já apresenta resultados impressionantes: em 2016 movimentou R$ 15,3 milhões de reais, sendo que R$ 2,8 milhões foi só no mercado vegano. Segundo o Ibope Inteligência, 60% das pessoas escolheria um item vegano se ele tivesse o mesmo preço que o produto que costumam consumir. De olho nesse mercado, grandes marcas estão desenvolvendo opções veganas, o que tende a diminuir o preço, aumentar a quantidade de opções e, dessa forma, estimular cada vez mais pessoas a se tornarem veganas. Você não está sozinho!

Influenciando amigos e família

Quando você consome alimentos de origem vegetal, também influencia amigos e familiares a fazerem isso. Embora possam precisar de algum incentivo para se tornarem veganos, o poder de um exemplo positivo nunca deve ser subestimado!

Pense ainda na mudança que a palavra inspiradora de alguns indivíduos é capaz de causar. Genesis Butler, a ativista norte-americana e protagonista da campanha Million Dollar Vegan, tinha apenas 10 anos quando deu a sua palestra TEDx sobre a sua visão para curar o planeta. Esse vídeo já foi visto quase 70 mil vezes no YouTube e sem dúvida inspirou inúmeras pessoas a abandonarem carne e os laticínios. E, apesar de agora Genesis ser razoavelmente conhecida na internet por seu ativismo, não deixa de ser uma única pessoa que está inspirando mudanças em todo o mundo.

Se tiver dúvida, lembre-se de que você pode ser apenas uma pessoa, mas juntos podemos conseguir grandes coisas.

Para experimentar o veganismo nesta Quaresma, baixe gratuitamente o nossos  Guia de Veganismo para Iniciantes e veja a diferença que você pode fazer no mundo.

BAIXE NOSSO GUIAAssine a petição

Caroline Burgess-Pike é Gestora Internacional de Relações Públicas do Million Dollar Vegan. É vegana há mais de três anos e fez a mudança depois de assistir a documentários como Cowspiracy e Terráqueos. Caroline se tornou vegana por motivos éticos e ambientais, e também tem passado grande parte da sua vida profissional e pessoal fazendo campanha por um mundo melhor para os animais. A sua carreira abrange o jornalismo, o marketing para marcas veganas, campanhas de solidariedade social e comunicação empresarial.

Experimente o veganismo

BAIXE NOSSO GUIA