Meio Ambiente

Como a pecuária é uma das principais causas das mudanças climáticas, do desmatamento e da extinção de espécies, além de ser uma indústria significativamente poluente, a mudança para uma alimentação vegana tem um efeito profundo e positivo no nosso meio ambiente.

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

As mudanças climáticas são o desafio mundial mais urgente atualmente. Impactarão todos os animais, plantas e ecossistemas, o bem-estar e a saúde de bilhões de pessoas, além da nossa própria capacidade de sobrevivência. Esse é um desafio que precisamos superar!

Em 2017, 15 mil cientistas mandaram um “aviso à humanidade”.1 Em 2018, o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) publicou um relatório em que afirma que precisamos fazer mudanças urgentes nunca feitas antes, se quisermos evitar uma catástrofe global.2

Estas são as mudanças que todos devemos fazer.

COMBATA ÀS MUDANÇAS CLIMÁTICAS COM UMA MUDANÇA DE DIETA

Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), a pecuária é responsável por 14,5% de todas as emissões de gases do efeito de estufa provocadas pelo homem3 – um número superior à soma das emissões de todos os automóveis, caminhões, navios e aviões do mundo combinados!

A pecuária contribui para as emissões, mas cada passo da produção de carne, leite e ovos exige uso intenso de energia: do desmatamento para abrir terreno para pastagem ou para o plantio de soja (que serve de ração para os animais) até o transporte de animais para o abate; da criação de embalagens plásticas até o transporte refrigerado dos produtos para todo o mundo.

Não é de se admirar que, ao discutir as melhores formas de diminuir o nosso impacto no planeta, especialistas coloquem a redução – ou, preferencialmente, o fim – do consumo de produtos de origem animal no topo da lista, juntamente com a redução do uso de combustíveis fósseis, como o carvão e o petróleo.4

E precisamos começar agora! O IPCC avisa que podemos ter apenas até 2030 para evitar uma catástrofe climática.5

DESMATAMENTO

As árvores desempenham um papel importantíssimo para nossa sobrevivência, pois sequestram cerca de 25% dos gases de CO2 da nossa atmosfera. Mas à medida que a procura global por carne cresce, também aumenta a quantidade de espaço necessário para pastagem de animais ou para cultivo de ração. É preciso muito mais terra para produzir carne do que para produzir alimentos de origem vegetal. Na verdade, a pecuária explora 83% dos terrenos agrícolas, apesar de nos dar apenas 18% das calorias que consumimos.6 A demanda crescente por carne faz com que florestas sejam desmatadas, e os danos ambientais que resultam dessa destruição duram muito tempo após a derrubada ou queima das árvores. Sem a sombra da copa delas para protegê-lo do sol e do vento, o solo torna-se frágil e pode ser arrastado durante os períodos de chuva. O desmatamento pode tornar estéreis paisagens que antes eram ricas, e a pecuária é uma das principais causas deste fenômeno lamentável.7

No Brasil a situação é extremamente preocupante. 65% do desmatamento na Amazônia é causado pela pecuária e há 85 milhões de cabeças de gado na região, ou seja, quase três animais para cada habitante humano!8 Já no Cerrado, no período entre 2013 e 2015, perdemos o equivalente a 24 cidades de São Paulo de vegetação nativa. Boa parte desse desmatamento aconteceu no Matopiba, região que reúne municípios do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia9 e que representa 11% da produção nacional de soja.10 Como 79% da soja no mundo é esmagada para fazer ração animal11, fica fácil entender o que a pecuária tem a ver com isso. Já perdemos 50% do Cerrado12 e isso também pode impactar o nosso acesso a água, já que ali nascem oito das doze bacias hidrográficas que temos no país.13

EXTINÇÃO DE ESPÉCIES

À medida que as florestas são desmatadas, populações inteiras de animais são mortas ou deslocadas. Estima-se que 135 espécies sejam extintas por dia, como consequência do desmatamento.14

Os oceanos também estão sendo devastados. Mais de 30% de todas as zonas pesqueiras do mundo já viram os seus limites biológicos serem ultrapassados ou precisam de medidas drásticas para que possam se recuperar15 e há populações aquáticas inteiras à beira do colapso.16 Não são apenas as espécies de peixes que consumimos que estão em risco. São também os peixes que são mortos e servidos como alimento para os animais de criação, incluindo os peixes de aquacultura.

Mundialmente, registrou-se uma queda de 60% das populações animais desde 197017 e o secretário executivo da Convenção da ONU sobre Diversidade Biológica alertou que os governos internacionais têm apenas dois anos para garantir um acordo para parar essa destruição.18

Com essas perdas avassaladoras, os cientistas começam agora a falar de “aniquilação biológica”,19 uma vez que entramos na sexta era de extinção em massa do mundo. Com o aumento da procura mundial por produtos de origem animal, aumenta também a destruição.

POLUIÇÃO

Há bilhões de animais de criação no planeta20 e cada um deles produz resíduos. Antigamente, quando a agricultura de pequena escala alimentava as populações locais, o estrume podia ser espalhado na terra como fertilizante, mas ela já não consegue absorver as quantidades gigantescas de cocô que são produzidas atualmente. Assim, o estrume é armazenado em “lagoas” e tanques especialmente construídos para essa finalidade, e frequentemente há vazamentos que ameaçam o abastecimento de água potável e causam uma destruição generalizada da vida selvagem aquática.21 Anualmente, dezenas de milhares de quilômetros de rios nos Estados Unidos e na Europa são poluídos com estrume, e um único vazamento no estado da Carolina do Norte é capaz de matar cerca de 10 milhões de peixes.22

VEGANOS PELO PLANETA

Temos sido responsáveis pela destruição de florestas, pela poluição do solo e da água e pela extinção de inúmeras espécies. Também temos assistido a um número recorde de tempestades, incêndios florestais, secas, branqueamento de corais, zonas mortas nos oceanos, ondas recordes de calor, aumentos do nível do mar, derretimento das calotas polares e inundações devastadoras.

Essa devastação está sendo causada pelo consumo de produtos de origem animal.

BAIXE NOSSO GUIA

1 Andrew Griffen, ’15,000 scientists give catastrophic warning about the fate of the world in new “letter to humanity”’, The Independent, 13 Nov 2017 [https://www.independent.co.uk/environment/letter-to-humanity-warning-climate-change-global-warming-scientists-union-concerned-a8052481.html]

2 Jonathan Watts, ‘We have 12 years to limit climate change catastrophe, warns UN’, The Guardian, 8 Oct 2018 [https://www.theguardian.com/environment/2018/oct/08/global-warming-must-not-exceed-15c-warns-landmark-un-report]

3 Food and Agriculture Organization of the United Nations, ‘Tackling climate change through livestock: a global assessment of emissions and mitigation opportunities’, 2013 [http://www.fao.org/3/a-i3437e.pdf]

4 ‘A blanket around the Earth’, Earth Science Team, NASA [https://climate.nasa.gov/causes/]

5 Jonathan Watts, ‘We have 12 years to limit climate change catastrophe, warns UN’, The Guardian, 8 Oct 2018 [https://www.theguardian.com/environment/2018/oct/08/global-warming-must-not-exceed-15c-warns-landmark-un-report]

6 Damian Carrington, ‘Reducing meat and dairy is “single biggest way” to reduce your impact on Earth’, The Guardian, 31 May 2018 [https://www.theguardian.com/environment/2018/may/31/avoiding-meat-and-dairy-is-single-biggest-way-to-reduce-your-impact-on-earth]

7 James Cameron and Suzy Amis Cameron, ‘Animal agriculture is choking the Earth and making us sick. We must act now,’ The Guardian, 4 Dec 2017 [https://www.theguardian.com/commentisfree/2017/dec/04/animal-agriculture-choking-earth-making-sick-climate-food-environmental-impact-james-cameron-suzy-amis-cameron]

Paulo Barreto, “Quem mais desmata a Amazônia?”, Imazon, 31 Out 2018 [https://imazon.org.br/imprensa/imagemdodia-quem-mais-desmata-a-amazonia/]

Rosana Villar, “Concentração de renda, desmatamento e esgotamento dos recursos naturais: o retrato do agronegócio no Cerrado”, Greenpeace Brasil, 12 Nov 2018 [https://www.greenpeace.org/brasil/blog/concentracao-de-renda-desmatamento-e-esgotamento-dos-recursos-naturais-o-retrato-do-agronegocio-no-cerrado/]

10 “Soja produzida no Matopiba representa 11% da produção nacional”, Embrapa, 27 Abr 2018 [https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/33775633/soja-produzida-no-matopiba-representa-11-da-producao-nacional]

11 “Por que soja?”, WWF [https://www.wwf.org.br/natureza_brasileira/reducao_de_impactos2/agricultura/agr_soja/]

12 “Relatório Planeta Vivo 2018”, WWF, 30 Out 2018 [https://www.wwf.org.br/wwf_brasil/?68142/Biodiversidade-faz-bem–sade–economia-e-ao-planeta]

13 Paulo Belonia, “Cerrado, o berço das águas brasileiras!”, Save Cerrado, 9 Mar 2018 [http://www.savecerrado.org/2018/03/09/cerrado-berco-aguas-brasileiras/]

14 ‘Measuring the daily destruction of the world’s rainforests’, Scientific American [https://www.scientificamerican.com/article/earth-talks-daily-destruction/]

15 World Wildlife Fund, ‘Overfishing’ [https://www.worldwildlife.org/threats/overfishing]

16 World Wildlife Fund, ‘Living Blue Planet Report’, 2015 [https://assets.wwf.org.uk/downloads/living_blue_planet_report_2015.pdf]

17 Damian Carrington, ‘Humanity has wiped out 60% of animal populations since 1970, report finds’, The Guardian, 30 Oct 2018 [https://www.theguardian.com/environment/2018/oct/30/humanity-wiped-out-animals-since-1970-major-report-finds]

18 Jonathan Watts, ‘Stop biodiversity loss or we could face our own extinction, warns UN’, The Guardian, 6 Nov 2018 [https://www.theguardian.com/environment/2018/nov/03/stop-biodiversity-loss-or-we-could-face-our-own-extinction-warns-un]

19 Damian Carrington, ‘Earth’s sixth mass extinction event under way, scientists warn’, The Guardian, 10 Jul 2017 [https://www.theguardian.com/environment/2017/jul/10/earths-sixth-mass-extinction-event-already-underway-scientists-warn]

20 ‘Strategic Plan 2013-17: For kinder fairer farming worldwide’, Compassion in World Farming [https://www.ciwf.org.uk/media/3640540/ciwf_strategic_plan_20132017.pdf]

21 George Monbiot, ‘Toothless Environment Agency is allowing the living world to be wrecked with impunity’, The Guardian, 12 Nov 2015 [https://www.theguardian.com/environment/georgemonbiot/2015/nov/12/toothless-environment-agency-is-allowing-the-living-world-to-be-wrecked-with-impunity]

22 John Vidal, ‘10 ways vegetarianism can help save the planet’, The Guardian, 18 Jul 2010 [https://www.theguardian.com/lifeandstyle/2010/jul/18/vegetarianism-save-planet-environment]

Experimente o veganismo

BAIXE NOSSO GUIA