“A Bíblia não dá lugar a um antropocentrismo despótico, que se desinteressa das outras criaturas.”1 – papa Francisco

Durante a Quaresma, muitos cristãos optam por se abster de algo para dedicar mais tempo à oração e à contemplação.Por esse ato de sacrifício, honramos o que Jesus sacrificou por nós e, ao fazê-lo, esperamos nos aproximar de Deus. Essa é uma maneira de lembrar que tudo de bom que temos, incluindo a grande quantidade de alimentos de origem vegetal, vem Dele. Dessa forma, por que os cristãos não deveriam considerar a hipótese de se tornarem veganos durante a Quaresma?

O MEIO AMBIENTE E A JUSTIÇA GLOBAL

Um tema sobre o qual vale a pena refletir nesta Quaresma é o lar que compartilhamos, o planeta Terra. Os efeitos das mudanças climáticas são reais e estão sendo acelerados. Aqueles que mais sofrem com isso são as comunidades mais pobres e vulneráveis: os menos capazes de se sustentarem. Jesus nos ensinou que essas pessoas são nossos vizinhos. No entanto, as nossas escolhas alimentares mais comuns sustentam a crise climática e contribuem para a exploração dessas comunidades. A pecuária é responsável pela morte de bilhões de animais todos os anos e é uma das maiores causas das mudanças climáticas provocadas pelo homem. Estimula o desmatamento, causa a extinção de espécies, poluição e problemas de saúde. Experimentar uma alimentação vegana é uma das maiores atitudes que qualquer pessoa pode tomar para reduzir a sua pegada ecológica, e esse pensamento pode ser estimulado

O que escolhemos colocar nos nossos pratos é também uma questão de fé. É uma forma de demonstrarmos gratidão por tudo o que Deus nos deu e de respondermos com amor ao amor que recebemos.

O que Jesus diria sobre a pecuária atual?

O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE COMER CARNE?

Na Quaresma, os cristãos buscam se aproximar do coração de Deus. Então podemos aproveitar este período para refletir sobre o que Deus pensa sobre o consumo da carne e da violência que a sua produção requer. Embora as interpretações variem, a Bíblia é marcada pelo veganismo. No livro de Gênesis, é dito que, depois de criar Adão e Eva, Deus disse a eles: “Eis que vos dou todas as plantas que nascem por toda a terra e produzem sementes, e todas as árvores que dão frutos com sementes: esse será o vosso alimento” (Gênesis 1:29). Com essas palavras, Deus orienta os humanos a alimentarem-se de vegetais, legumes, sementes, frutas etc.

E mesmo que o consumo de carne fosse permitido em tempos de necessidade, a crueldade animal sempre foi proibida. Ainda assim, hoje, quase toda a carne consumida nos países desenvolvidos vem de animais que sofrem absurdamente nas indústrias.

Enquanto toda a Criação agora sofre e anseia por redenção (Romanos: 8), Deus promete restaurar a paz entre todas as criaturas. Neste novo Céu e nova Terra, Deus “limpará cada lágrima dos seus olhos. Não haverá mais morte, nem luto, nem pranto, nem choro, nem dor” (Apocalipse 21).

Há 2 mil anos, não havia preocupação com as mudanças climáticas, o desmatamento ou a extinção de espécies, e também não existia a indústria de criação de animais. Hoje, porém, enfrentamos essas questões sérias e urgentes, e todos temos de refletir se devemos deixar de consumir os produtos que causam essa destruição. A escolha, muitos acreditam, está entre viver no Jardim do Éden ou trilhar um caminho que promove a violência, o sofrimento e a fome no mundo.

VALORES CRISTÃOS

Entre os valores ensinados na Bíblia, estão a bondade, o respeito, a generosidade, a humildade, a não violência, o autocontrole e a compaixão (Gal. 5.22-26). Os valores cristãos promovem a paz, a compaixão e a empatia; e rejeitam a crueldade animal (Prov. 12.10). Jesus era conhecido pela sua bondade para com os animais (Mateus 11.28-30).

Esses valores, centro da identidade do Cristianismo, são obscurecidos e ignorados por muitos, por causa dos costumes culturais. O sabor do queijo se tornou mais valioso do que o direito do bezerro de beber o leite da sua mãe; o acesso aos ovos baratos é mais importante do que a possibilidade de um pássaro abrir as asas.

A Quaresma é o momento perfeito para perceber como as nossas refeições podem estar em desacordo com nossos próprios valores. Isso porque, quando escolhemos uma dieta que causa sofrimento aos animais e destruição ambiental, além de contribuir para a fome mundial, é fácil ver porque muitos acreditam que a escolha do que comer é uma questão de fé. Mas o Cristianismo é uma religião de esperança, não de desespero. Num espírito de gratidão e confiança em Deus, devemos olhar para o que podemos fazer e não para o que fizemos no passado.

SER GRATOS

Quando nos sentamos para uma refeição e paramos para agradecer pela comida diante de nós, fazemos isso sem pensar, ou realmente questionamos os nossos hábitos? Se estamos consumindo a carne ou as secreções de um animal, consideramos o medo que este animal pode ter sentido e a crueldade que pode ter sofrido? Nos perguntamos se é moralmente correto e necessário consumir esse tipo de alimento, quando Deus nos deu muitas outras opções? A resposta para a maioria de nós é “não”.

Quando comemos carne, devemos também considerar os nossos irmãos e irmãs, cujo trabalho é matar estes animais longe dos nossos olhos para que nós mesmos não tenhamos que lidar com tal inconveniência. Não se deve subestimar o impacto psicológico que essas ações têm sobre essas pessoas. O trabalho no matadouro tem sido associado a uma grande variedade de distúrbios, incluindo o transtorno de estresse pós-traumático e traumático induzido por perpetuação (aquele em que o ato de matar foi a causa do trauma). Também é associado a um aumento das taxas de criminalidade, incluindo violência doméstica, abuso de álcool e drogas. Muitos podem pensar que submeter um irmão a essas condições é uma traição ao ensinamento de Cristo: “E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também.” (Lucas 6:31).

Uma alimentação vegana é uma forma eficaz de proteger a glória e magnificência da Criação de Deus e de demonstrar compaixão, bondade e consideração por todos os seres vivos.

BAIXE NOSSO GUIA

Experimente o veganismo

BAIXE NOSSO GUIA