O Veganismo É O Futuro

VEGANISM IS THE FUTURE

É o décimo dia de nossa Celebração Especial do Dia Mundial do Veganismo e, na Argentina, nossa gerente de campanha Jacqueline Guzmán está coordenando um workshop de culinária vegana para crianças. Nosso parceiro Merendero Arcoiris, disponibilizou suas instalações para a distribuição de biscoitos veganos, com jogos, leitura de histórias sobre animais e performance de canções sobre veganismo. Nós defendemos a eduacação sobre o especismo para mostrar como essa ideologia destrói nossa saúde e nosso planeta, além de gerar enorme sofrimento aos animais e normalizar na sociedade a aceitação da opressão e da discriminação.

Ensino de uma postura antidiscriminação

Uma educação com uma perspectiva antiespecista consiste em ensinar as crianças a não discriminar pessoas e animais com base em marcadores como gênero, espécie e cor da pele. Consiste em educá-las sobre a verdadeira origem dos alimentos e sobre como as escolhas alimentares impactam o meio ambiente e a vida de pessoas e animais. Além disso, é educar sobre novas formas de alimentação e conexão com a comida, entendendo os sistemas de produção envolvidos, com o objetivo de naturalizar o respeito e a consideração pelos animais.

A maioria das comunidades já ensina sobre a importância da compaixão e do cuidado com os outros e com o meio ambiente, bem como sobre a necessidade de compartilhar o que temos. Entretanto, quando se trata de alimentação, esses princípios são frequentemente esquecidos ou abandonados. É apenas quando abordamos as questões alimentares num contexto social mais amplo que podemos realmente ser consistentes em promover uma educação que rejeite a discriminação e a violência.

É responsabilidade dos adultos transmitir a importância da coexistência harmoniosa entre as espécies, levando em consideração todas as consequências negativas que a discriminação animal traz, incluindo: o impacto da pecuária no meio ambiente e na saúde da população, a desigualdade na distribuição de alimentos a todos os setores da sociedade e a perpetuação do sofrimento animal. Se quisermos um futuro melhor, mais seguro e mais gentil para as gerações futuras, precisamos desempenhar nossa parte para orientá-las nessa direção.

Nossas escolhas pessoais impactam o mundo

Um estilo de vida vegano nos protege dos riscos da pecuária, como o aumento da probabilidade de surgimento de novas doenças zoonóticas ou bactérias resistentes à antibióticos. O mundo inteiro foi afetado pela covid-19, mas até agora não conseguiu entender que três quartos das doenças infecciosas emergentes que surgem nos seres humanos tem origem no tratamento dado aos animais e que, portanto, tanto a pecuária quanto o consumo de animais selvagens aumentam o surgimento dessas doenças. Devemos abordar esses riscos à saúde com urgência, mas eles só serão mitigados quando pararmos de criar e consumir animais.

A pandemia de covid-19 revelou as desigualdades sociais de saúde que existem em todo o mundo. Pessoas sem acesso a uma alimentação saudável ​​e rica em nutrientes estão sofrendo desproporcionalmente. Uma alimentação bem balanceada à base de plantas ajuda a manter nosso sistema imunológico em bom funcionamento. Esse tipo de alimentação, portanto, não apenas atenua o risco de novas doenças surgirem, mas também os efeitos negativos daquelas que já estão entre nós. Ensinar as crianças sobre nutrição saudável é essencial para a saúde delas e de todos.

Uma mensagem de compaixão e cuidado

Os primeiros anos de vida de uma criança são fundamentais para a formação e o desenvolvimento de ideias, princípios e hábitos. Esse é o melhor momento para introduzir um novo paradigma educacional que tem o antiespecismo como valor central. Ao fazer isso, podemos realmente rumar em direção a um mundo onde ninguém tenha de passar por sofrimento deliberado ou qualquer tipo de opressão, não importa quem seja ou a que espécie pertença. Podemos seguir em direção a um mundo onde tenhamos um compromisso ético em nossa interação com o meio ambiente, em vez de uma visão destrutiva de simplesmente saqueá-lo e usá-lo para nossos próprios fins, sem analisar as consequências.

Tudo isso começa com uma mudança na forma como tratamos os animais não humanos, contestando a visão antropocêntrica que os trata como recursos à nossa disposição e nos impede de vê-los como seres semelhantes a nós na capacidade de sentir e expressar emoções.

Como afirma Jacqueline, nossa gerente de campanha: “Uma educação vegana busca ensinar com a verdade e com a participação das crianças para que construam as suas próprias opiniões em relação a esta e tantas outras questões relacionadas com a discriminação e a opressão, além de considerá-las como atores na construção de uma sociedade mais justa”.

O veganismo é o futuro. E o futuro começa hoje.

Descubra o veganismo

Experimente uma alimentação vegetal por 31 dias

Descubra o veganismo