Pequenas fazendas familiares não têm problema, o verdadeiro problema é a pecuária industrial

A produção de alimentos de origem animal, independentemente do tamanho da fazenda, contribui para o colapso climático,1 para o desmatamento,2 para a extinção de espécies3 e para a poluição.4

Toda propriedade ligada à pecuária usa mais do que é socialmente justo dos recursos disponíveis, como terra, água e energia. No entanto, alimenta muito menos pessoas que os alimentos à base de vegetais.5

Em relação ao sofrimento animal, no mundo todo, investigações têm mostrado que o abuso e o sofrimento acontecem tanto em pequenas fazendas familiares quanto em grandes propriedades. Além disso, todos os animais da indústria pecuária, seja qual for o tamanho da fazenda em que foram criados – não importando se em gaiolas ou não –, terminam seus dias sendo transportados para um matadouro, onde terão a garganta cortada ou serão mortos em uma câmara de gás. Por menor que seja o sofrimento de alguns, nunca será de fato sem crueldade.

E quando se trata da nossa saúde, o tamanho da fazenda também não importa. Evitar todos os produtos de origem animal está associado a um risco menor de obesidade, doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e alguns tipos de câncer.6

Além disso, a verdade é que não podemos ter certeza de onde vêm esses produtos. Nos Estados Unidos, por exemplo, reportagens mostraram que a maioria dos produtos animais rotulados como “produto dos Estados Unidos” era na verdade importada.7

Portanto, seja qual for o foco de sua preocupação – os animais, o planeta ou a saúde –, é melhor escolher produtos de origem vegetal.

Participe agora de nossa campanha para experimentar o veganismo por 31 dias em janeiro com o nosso apoio. Você receberá, gratuitamente, acesso ao Guia de saúde e nutrição, às Receitas Veganas e ao Guia de veganismo para iniciantes.

Participe e experimente o veganismo em janeiro

Participe