Peixe é bom para a saúde

A carne de peixe contém boas quantidades de proteínas e ácidos graxos essenciais, mas também contém mercúrio das águas poluídas em que os animais nadam. E quanto maior o peixe, mais mercúrio pode ter se acumulado em sua carne.1

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma: “A exposição ao mercúrio – mesmo em pequenas quantidades – pode causar sérios problemas de saúde e é uma ameaça ao desenvolvimento da criança no útero e no início da vida”.2 O mercúrio é um dos dez principais produtos químicos ou grupos de produtos químicos que a OMS diz serem de grande preocupação pública, e não é de se admirar! Pode ter efeito tóxico no sistema nervoso, digestivo e imunológico, pulmões, rins, pele e olhos.3

De acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos [United States Environmental Protection Agency – EPA]: “A maneira mais comum de as pessoas nos Estados Unidos serem expostas ao mercúrio é comendo peixes contendo metilmercúrio”.4

Até 10% das mulheres americanas em idade fértil carregam mercúrio suficiente na corrente sanguínea para colocar seus filhos em risco de problemas de desenvolvimento.5

A EPA afirma: “Em surtos anteriores de envenenamento por metilmercúrio, mães sem sintomas de danos no sistema nervoso deram à luz bebês com deficiências graves. Isso apresentou evidências de que o sistema nervoso de um bebê em desenvolvimento pode ser mais vulnerável a exposições ao metilmercúrio do que um sistema nervoso adulto. Mães expostas ao metilmercúrio e à amamentação também podem expor seus filhos pequenos por meio do leite”.6

Por que correr o risco? Proteínas e ácidos graxos essenciais podem ser encontrados em abundância em uma dieta baseada em vegetais, sem o efeito colateral do mercúrio.

Participe agora de nossa campanha para experimentar o veganismo por 31 dias em janeiro com o nosso apoio. Você receberá, gratuitamente, acesso ao Guia de saúde e nutrição, às Receitas Veganas e ao Guia de veganismo para iniciantes.

Participe e experimente o veganismo em janeiro

Participe