Os veganos são fracos

O que Lewis Hamilton (piloto de Fórmula 1), Kyrie Irving (jogadora de basquete) e Kendrick Farris (atleta olímpico de levantamento de pesos) têm em comum? Claro que você sabe a resposta: todos são veganos. E o mesmo acontece com o boxeador Bryant Jennings, Patrik Baboumian (um dos homens mais fortes do mundo) e o lutador de MMA Nate Diaz.

Cada vez mais atletas estão optando por seguir uma alimentação à base de vegetais. Eles descobrem que isso os ajuda a treinar mais e a se recuperar mais rápido, tudo sem perda de desempenho, força ou massa muscular.

O jogador da NFL David Carter diz: “’As pessoas me perguntam se eu quero comer um bife e digo que realmente não como isso, nem carne ou laticínios”. Eles geralmente pensam: “Espera aí, você deveria ser pequeno e fraco”. Mas é claro que eles não podem dizer isso quando estão olhando para mim.

Ser vegano absolutamente não é ser fraco.

Cada nutriente que você precisa pode ser encontrado sem o consumo de produtos de origem animal. O que de fato você não ingere, nem se submete, em uma dieta baseada em alimentos vegetais integrais são os altos níveis de gordura saturada, o elevado risco de intoxicação alimentar, a inflamações (associadas a alimentos de origem animal) e o risco de pressão alta, doenças cardíacas e diabetes tipo 2.

Participe agora de nossa campanha para experimentar o veganismo por 31 dias em janeiro com o nosso apoio. Você receberá, gratuitamente, acesso ao Guia de saúde e nutrição, às Receitas Veganas e ao Guia de veganismo para iniciantes.

Participe e experimente o veganismo em janeiro

Participe