O veganismo deixará os fazendeiros sem trabalho

Na verdade, o inverso é verdadeiro!

O cultivo de frutas, legumes, verduras e ervas demanda mais mão de obra que todos os setores agrícolas.1 Portanto, a mudança da criação de animais para o cultivo de vegetais criará milhares de empregos.

Também protegerá melhor o solo e o abastecimento de água, que, como sabemos, são os fundamentos da agricultura. Como podemos obter muito mais calorias de muito menos terra quando cultivamos alimentos vegetais,2 precisaríamos usar menos produtos químicos para obter a mesma quantidade de alimento, o que é melhor para a qualidade do solo e a biodiversidade. Além disso, como o solo armazena muito carbono, deixar mais espaço para a natureza também ajudará nosso clima.3 E como a produção de carne e leite usa muito mais água do que as plantas exigem,4 mudar para uma dieta plant-based ajudará a proteger o fornecimento de água e garantirá que nossos agricultores tenham suprimentos suficientes agora e no futuro. Tudo isso são medidas positivas para a nossa comunidade agrícola.

Muitos produtores – incluindo Howard Lyman, criador de gado de Montana; Harold Brown, criador de carne e laticínios de Michigan; e Bob Comis, criador de porcos e ovelhas do estado de Nova York – passaram da pecuária para a agricultura vegetal. E com tantos outros agricultores agora demonstrando interesse em fazer essa mudança, o Programa de defesa do Fazendeiro [The Rancher Advocacy Program] foi criado para aconselhá-los e apoiá-los.

O mercado está certamente mudando, e isso oferece grandes oportunidades para os agricultores.

Participe agora de nossa campanha para experimentar o veganismo por 31 dias em janeiro com o nosso apoio. Você receberá, gratuitamente, acesso ao Guia de saúde e nutrição, às Receitas Veganas e ao Guia de veganismo para iniciantes.

Participe e experimente o veganismo em janeiro

Participe