Nunca vou conseguir parar de comer queijo

Não é só você que pensa isso!

De fato, cientistas encontraram um produto químico viciante no queijo que aciona os receptores opioides do cérebro.1

Os efeitos viciantes do queijo são decorrentes de ele conter grandes quantidades de caseína, uma proteína que está presente no leite e é encontrada em concentrações muito mais altas no queijo por causa da forma como é produzido. A caseína ativa o sistema opioide, induzindo o prazer. Isso faz sentido evolutivo: o ponto principal do sistema de recompensa é incentivar comportamentos positivos e úteis e impedir comportamentos nocivos. Quando somos recém-nascidos, sobrevivemos com base em uma dieta unicamente composta por leite. Se não gostássemos de beber leite, isso seria problemático. Mas se o leite de alguma forma nos “dá um barato”, é menos provável que isso aconteça, pois voltaremos a bebê-lo e assim sobreviveremos.

Então, nosso cérebro nos recompensa por beber o leite materno. Até aí tudo muito saudável! Mas depois que somos desmamados e não precisamos mais dele continuamos tomando mais leite, e não é nem mesmo leite humano! Começamos a beber o leite de outras espécies, o que é, para dizer o mínimo, um comportamento bem estranho. E então quando nós nos deparamos com o queijo, uau! O cérebro pira!

Mas é hora de parar. O queijo contém altos níveis de gordura e sal. Por isso, desmamar agora de uma vez por todas é uma boa ideia por várias razões.

A boa notícia é que se você deseja a sensação e o sabor do queijo existem queijos veganos disponíveis. Eles não têm exatamente o sabor de queijo de origem animal, porque não são feitos de leite de vaca, mas são muito bons e podem aplacar aquele comichão do “eu preciso de queijo”.

Mas se você realmente não consegue parar com o queijo, você pode se concentrar em abandonar carne, peixe e ovos. Já será um primeiro passo, mesmo que ainda não esteja pronto para romper com o hábito de comer queijo.

Participe agora de nossa campanha para experimentar o veganismo por 31 dias em janeiro com o nosso apoio. Você receberá, gratuitamente, acesso ao Guia de saúde e nutrição, às Receitas Veganas e ao Guia de veganismo para iniciantes.

Participe e experimente o veganismo em janeiro

Participe