Crianças podem ser veganas?

Se você está esperando um bebê, tem uma criança pequena, está planejando uma família ou só quer trazer o veganismo para dentro de casa, uma coisa que você provavelmente tem em mente é: ‘Crianças podem ser veganas?’. Felizmente a resposta é – com certeza!

De fato, o veganismo para crianças é apoiado por organizações de saúde ao redor do mundo, incluindo a maior instituição de profissionais da nutrição do mundo, a Academia de Nutrição e Dietética, o Serviço Nacional de Saúde (NHS), do Reino Unido, e a First Steps Nutrition Trust (FSNT) – uma instituição de caridade nutricional que fornece informações e recursos para apoiar a boa alimentação desde a pré-concepção até os cinco anos de idade.

A FSNT declara: “É perfeitamente possível que crianças e jovens consigam todos os nutrientes que precisam em uma alimentação vegana”. Enquanto isso, a Academia de Nutrição e Dietética diz que o veganismo é: “Apropriado para todos os estágios da vida, incluindo gravidez, lactação, infância, juventude, adolescência, velhice e para atletas”.

Como qualquer mudança na rotina, especialmente para crianças, deve ser feito um planejamento adequado. Mas isso se aplica para qualquer pessoa – veganos, vegetarianos, onívoros e outros. Uma alimentação sem produtos de origem animal foi considerada pela Academia de Nutrição e Dietética como “saudável, nutricionalmente adequada e pode fornecer benefícios para saúde na prevenção e tratamento de determinadas doenças”.

Portanto, os pais podem ficar tranquilos ao saber que tirar produtos de origem animal do cardápio é uma opção saudável, especialmente quando comparadas com uma alimentação cheia de carnes processadas como bacon, presunto, hambúrgueres, nuggets e salsichas. Em 2015, a OMS (Organização Mundial de Saúde) afirmou ter evidências suficientes de que carnes processadas são cancerígenas para os seres humanos, enquanto o veganismo vem mostrando uma redução na probabilidade de condições como doenças do coração, diabetes tipo 2 e obesidade.

Uma alimentação balanceada

Como qualquer preparo de cardápio, os pais devem garantir que a criança vegana coma uma variedade de alimentos com fontes de proteína, cálcio, vitamina B12, ferro e ômega 3. Todos esses nutrientes podem ser adquiridos no veganismo. Confira alguns alimentos importantes que podem garantir uma ótima nutrição:

Proteína: lentilha, feijões, grão-de-bico (e produtos feitos a partir dele, como homus e falafel), soja (e produtos feitos a partir dela, como tofu), quinoa, sementes e manteigas de nozes (não dê nozes inteiras para as crianças com menos de 5 anos, elas podem se engasgar).

Ferro: vegetais verde-escuro, cereais integrais (incluindo arroz e pão integral), feijões, lentilha, frutas secas (ameixas, figos e damascos), cereais fortificados e leites vegetais.

Cálcio: alimentos fortificados (como leites vegetais), tofu, tahini (também usado para fazer homus), figos, amêndoas moídas, sementes e vegetais de folhas.

Vitamina B12: alimentos fortificados (como soja, iogurtes vegetais, leites vegetais de aveia, coco, amêndoa e soja), extrato de levedura (escolha uma marca com baixo teor de sal) e flocos nutricionais de levedura.

Ômega 3: linhaça e óleo de linhaça, óleo de colza, óleo de soja, comidas a base de soja (como tofu), nozes moídas e manteiga de nozes (para crianças com menos de cinco anos, já que crianças mais velhas podem comer nozes inteiras).

Alta ingestão de calorias

Crianças em fase de crescimento precisam de uma alimentação calórica, já que queimam muita energia. Portanto, recomenda-se que sejam oferecidos alimentos que contenham gorduras saudáveis amplas. Opções como abacate, homus, nozes e manteigas de sementes são jeitos fantásticos de garantir que seus filhos estão consumindo calorias – e claro, alimentos densos em nutrientes. Lanchinhos como maçãs com manteiga de amendoim e  biscoitos de arroz com homus são sempre os queridinhos entre as crianças pequenas, já a partir dos primeiros dentinhos.

Os alimentos também podem ser preparados em óleo para adicionar calorias extras – inclusive, pode ser despejado em pizzas, vegetais ou saladas. Oferecer às crianças muitos alimentos ricos em fibras mas com baixas calorias não é recomendado, já que fibras em excesso podem encher seus pequenos estômagos rapidamente. E alimentar crianças com refeições e lanches menores, mas com uma frequência maior, pode ajudar a garantir que eles consumam mais calorias ao longo do dia.

Suplementos de vitaminas também podem ser oferecidos às crianças. O Departamento de Saúde do Reino Unido recomenda que todas as crianças de seis meses aos cinco anos de idade tomem suplementos das vitaminas A, C e D todos os dias. Também é recomendado que bebês que estejam amamentando tomem suplementos de vitamina D desde o seu nascimento.

Se enturmando

Muitos pais se preocupam com a possibilidade de seus filhos serem deixados de fora em ocasiões sociais ou na escola se forem os únicos a serem veganos. De qualquer forma, há versões veganas de quase todos os alimentos imagináveis disponíveis agora, então seus filhos podem aproveitar os mesmos pratos que seus amiguinhos estão comendo – desde opções saudáveis até “besteiras” como doces, bolos e hambúrgueres (claro que é recomendado que esses sejam consumidos com moderação).

Muitos pais também se preocupam em estar tirando dos filhos o poder de escolha de consumir produtos de origem animal, mas como os alimentos veganos são mais saudáveis, diversas alternativas a produtos de origem animal estão surgindo no mercado e a crueldade está sendo deixada de fora de seus pratos, não há nada que as crianças estejam realmente perdendo. Na verdade, eles podem até te agradecer por não alimentá-los com produtos de origem animais – muitas crianças não-veganas crescem chocadas ao perceber que as comidas que estão consumindo vêm dos seus amigos animais. É exatamente assim que Genesis Butler – a ativista de 12 anos do Million Dollar Vegan – decidiu se tornar vegetariana, depois vegana quando era apenas uma criança.

Ao aderir ao veganismo, você não estará abrindo mão de nada! Para mais informações de como você e sua família podem experimentar o veganismo nesta Quaresma (e até depois dela), faça o download do nosso Guia de Veganismo para Iniciantes.

BAIXE NOSSO GUIA

 

Experimente o veganismo

BAIXE NOSSO GUIA